Frases sobre a progressão II-V-I

Neste post estarei falando sobre uma das progressões de acorde mais vistas e utilizadas dentro da música tonal, onde temos o seguinte movimento harmônico: super tônica – dominante – tônica, ou simplesmente II – V – I. Este tipo de progressão é visto nos mais variados estilos musicais, então existe uma grande importância em entender como improvisar sobre ela. Vejamos abaixo um exemplo desta progressão:

|| Dm7 | G7 | C7M ||

Vejamos quais as notas que compõe cada acorde:

Dm7:

T – D

3m – F

5j – A

7m – C

 

G7:

T – G

3M – B

5j – D

7m – F

 

C7M:

T – C

3M – E

5j – G

7M – B

 

Como podem ver, isolei as notas de cada acorde, cada uma dessas notas serão as notas de repouso que poderão ser usadas em cada acorde, não que haja a necessidade de tocá-las sempre, mas são as notas que serão usadas para a mudança entre os acordes, pois isso faz com que o fraseado soe mais coerente.

Abaixo veremos algumas frases usando essa proposta:

PDF

Audio: http://www.4shared.com/rar/k8if6Mp9/Frases_sobre_II-V-I_maior.html

 

Abaixo farei uma análise sobre cada uma das frases:

Frase 1: A frase se inicia na tônica do acorde, no compasso seguinte é tocada a terça maior do acorde, nota Sí, e nos compassos seguintes temos a tônica sendo tocada no início de cada compasso, no último temos o arpejo do acorde.

Frase 2: A frase começa com as notas Ré e Dó#, a segunda nota é usada como nota de aproximação cromática à nota Ré, dando um efeito interessante, e tal efeito também é utilizado nas notas seguintes, Mí, Fá, Fá# e Sól, sendo que a nota Fá# é usada para conectar as notas Fá e Sól. No compasso seguinte, é tocado o arpejo do acorde de G7, e também são usadas notas de aproximação cromática, no último compasso temos uma série de tercinas de colcheias, dentro de um padrão rítmico bastante utilizado, e a frase se encerra com as notas Mí, Míb, Ré e Dó, também demonstrando exemplos de aproximação cromática.

Frase 3: No primeiro compasso são usadas notas da tríade do acorde, Ré, Fá e Lá, no início do segundo compasso é tocada a quinta justa do acorde, nota Ré, note que ao final da frase há um salto de sétima menor da nota Sól até a nota Fá, e emenda nas notas Ré e Ré#, sendo que no compasso seguinte é tocada a terça maior do acorde, nota Mí, para concluir a frase, sendo usado o arpejo do acorde, e finalizando na sétima maior do mesmo, nota Sí.

Frase 4: A frase começa com um padrão melódico em tercinas sobre o arpejo do acorde, no segundo compasso é usada a mesma idéia porém em colcheias e em sentido descendente na escala, no último compasso também é usado o arpejo do acorde.

Estas frases servirão como idéias para que você possa entender como aplicar escalas e arpejos de forma coerente com a harmonia que está sendo tocada, procure também aprender as frases em outras tonalidades, e tente aplicar estes conceitos em seu fraseado, é isso, até a próxima e bons estudos!

About these ads
  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: